| Notícias |

CBTM divulga primeiro ranking nacional após edição do TMB Platinum – Ciclo I no Rio de Janeiro

CBTM divulga primeiro ranking nacional após edição do TMB Platinum – Ciclo I no Rio de Janeiro

 

Evento na Arena Carioca I foi essencial para o estabelecimento de lideranças nas categorias do tênis de mesa brasileiro

05-abr-2022

 

O TMB Platinum – Ciclo I agitou a Arena Carioca I, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, e movimentou o cenário nacional do tênis de mesa. Encerrado no último domingo (3), a competição teve um peso significativo para as posições dos atletas no ranking da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), que foi divulgado nesta terça-feira (5).

 

Um exemplo da relevância da competição para a lista pode ser observado na principal categoria do Circuito TMB: o Absoluto A. No feminino, a campeã no Rio de Janeiro, Giulia Takahashi (SERC Santa Maria/São Caetano – SP), foi a primeira a conquistar a categoria no novo formato (agora, com premiação) e a somar 1.500 pontos, assumindo a liderança no ranking.

 

Por outro lado, a vice-líder do Absoluto A feminino mostra a importância de todos os eventos do Circuito TMB. Sofia Kano (Clube de Tênis de Mesa Jacareí-SP), que conquistou 50 pontos no TMB Platinum ao cair nas oitavas de final, está na segunda posição do ranking com 1.250 pontos, por ter pontuado em edições de TMB Challenge Plus (Rio de Janeiro e Manaus-AM) e no TMB Regional de Jacareí.

 

No masculino, o líder do ranking nacional é também o campeão do Absoluto A na Arena Carioca I. Com o título, Cazuo Matsumoto (Associação Concordiense de Tênis de Mesa - SC) adquiriu 1.500 pontos e saltou para o topo da lista, seguido de perto por Richard Pinheiro (CR Saldanha da Gama/Santa Cecília/Fupes - SP) com 1.450 pontos – sendo 1.050 no TMB Platinum e 400 no TMB Estadual de Jacareí.

 

A disputa mais acirrada dentre as categorias está na juvenil feminina, pois apenas 145 pontos separam a líder – Sofia Kano, com 1.595 –, da quarta colocada – Victória Strassburger (Sogipa Porto Alegre - RS), com 1.450. Entre elas estão: Giovanna Grilo (CR Saldanha da Gama/Santa Cecília/Fupes – SP) com 1.570 na segunda colocação e Sabrina Miyabara (Itaim Keiko/JJYamada-SP) com 1.540 pontos na terceira.

 

Outra categoria acirrada é a juventude masculina. Nas duas primeiras posições estão atletas que têm a mesma quantidade de pontos: 1.500. Luigi Yamane, do SERC Santa Maria/São Caetano-SP, foi o campeão da categoria no TMB Platinum – Ciclo I e, com isso, figura na primeira posição. Já Mateus Botelho (Santo André/ADSA-SP) conta com três competições na composição da sua pontuação (100 do TMB Platinum, 700 do TMB Challenge Plus Manaus e 700 do TMB Challenge Plus do Rio de Janeiro), se colocando no segundo lugar.

 

Nos rankings paralímpicos, o TMB Platinum – Ciclo I foi determinante para o estabelecimento de colocações em algumas classes. Um exemplo é a 10 feminina. Nela, o pódio da lista é o mesmo do que ocorreu no evento carioca. Bruna Alexandre (SERC Santa Maria/São Caetano-SP) é a líder com 1.500 pontos, a jovem Sophia Kelmer (Fluminense Football Club) é a vice com 1.050 e Elem Silva (Associação Esportiva Manaus/ Itaim Keiko-AM) é a terceira com 525.

 

A próxima competição nacional do Circuito TMB acontece ainda neste mês. O TMB Challenge Plus desembarcará no interior do Paraná para levar muito tênis de mesa para Toledo entre os dias 22 e 24.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Guilherme Costa, Francisco Melo, Lucas Carvalho e Bruna Alexandre brilham e conquistam títulos no Parque Olímpico do Rio de Janeiro

Guilherme Costa, Francisco Melo, Lucas Carvalho e Bruna Alexandre brilham e conquistam títulos no Parque Olímpico do Rio de Janeiro

 

Atletas faturam ouro nas classes paralímpicas 8 e 9 masculinas e 10 feminina do TMB Platinum - Ciclo I

01-abr-2022

 

A Arena Carioca I foi palco de muitas conquistas paralímpicas nesta sexta-feira (01) no TMB Platinum. Entre elas, as de Francisco Melo e Lucas Carvalho nas classes 8 e 9 masculinas e de Bruna Alexandre, na classe 10 feminina.

 

Na tradicional final da classe 2 masculina entre Guilherme Costa (Associação M.Nogueira de Tênis de Mesa-DF) e Iranildo Espíndola (AABB Brasília/Rizzone-DF), o troféu ficou com o amazonense, que finalizou o encontro com o amigo em 3 sets a 1, com parciais de 11/6, 6/11, 11/4 e 11/8. O campeão analisou o jogo da final.

 

“Fico feliz de ter feito uma final tão pegada com eu e o Iranildo gritando, com balão para cima, com smash, enfim, foi uma final com direito a tudo”, avaliou Costa.


Francisco Melo, atleta da AABB Fortaleza (CE), sagrou-se campeão da classe 8 com uma vitória emocionante na decisão. Numa partida bastante equilibrada, ele derrotou Gustavo Silva, da APARU Uberlândia (MG), por 3 sets a 2, com parciais de 9/11, 11/9, 14/12, 9/11 e 11/6.

Lucas Carvalho, na classe 9, também faturou o ouro. O mesa-tenista da AA UNICAP (PE) conquistou o título derrotando por 3 a 0 (parciais de 13/11, 11/6 e 12/10) a Guilherme Ifanger, da Academia Power Pong (SP).

 

“Consegui me sair muito bem nesta competição. Tive jogos difíceis. Na final, venci o Guilherme Ifanger, que é um atleta que eu conheço muito, pois decidi com ele os últimos três Campeonatos Brasileiros. Ele dá muito trabalho”, declarou Lucas, que vem de uma boa participação no Aberto da Espanha, no qual quase chegou à fase semifinal.

 

A experiente e medalhista paralímpica Bruna Alexandre, da SERC Santa Maria/ São Caetano (SP), também foi ao lugar mais alto do pódio. Ela ficou com o título na classe 10 feminina ao vencer Sophia Kelmer, do Fluminense Football Club (RJ) por 3 a 0 (parciais de 11/4, 11/5 e 11/2). A vice-campeã não poupou elogios a Bruna.

 

“É uma experiência que vou levar para minha vida toda enfrentar uma campeã como a Bruna. Ela me fez correr bastante, mas gostei muito”, disse a mesa-tenista tricolor, que agora disputará uma competição na França.

Bruna, por sua vez, está de olho em um novo desafio. “Estou agora pensando nas duplas mistas, é o meu novo foco”, garantiu a campeã da classe 10.

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Presidente Alaor Azevedo destaca importante momento vivido pelo tênis de mesa brasileiro na abertura do TMB Platinum

Presidente Alaor Azevedo destaca importante momento vivido pelo tênis de mesa brasileiro na abertura do TMB Platinum

 

Grande participação nos torneios multiesportivos de 2021, boas perspectivas para a atual temporada e força das competições nacionais foram destacadas pelo dirigente em seu discurso.

01-abr-2022

 

O TMB Platinum – Ciclo I teve a sua cerimônia de abertura sendo realizada nesta sexta-feira (1), na Arena Carioca 1, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ). Participaram do evento o presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), Alaor Azevedo, e do assessor especial da Secretaria Especial do Esporte, Maurício Pelegrineti.

O presidente da CBTM ressaltou o bom momento vivido pelo tênis de mesa brasileiro. Ele acredita que em 2022 os grandes resultados que surgiram na temporada passada.

 

“Tivemos excelentes participações em 2021, nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Foi um ano muito bom, queremos que 2022 seja muito melhor. No sistema da CBTM, teremos 341 eventos. Temos 15 ligas filiadas e imaginamos que cada uma faça uma média de oito eventos. São mais 25 Federações fazendo eventos, fora os 16 TMB Challenge Plus e os outros TMB Platinum. Todos inseridos no ranking nacional de tênis de mesa. Isso facilita os atletas pleitearem bolsas estaduais, que muitos estados já têm. É um importante pilar de sustentação do nosso esporte.”, disse o dirigente, que fez questão de lembrar os desafios do esporte paralímpico na atual temporada:

 

“Será um ano muito importante para o tênis de mesa paralímpico, com Mundial. Teremos um grande desafio nos próximos dias, com competições internacionais na França e na Eslovênia. Estamos com alguns projetos de massificação em parceria com o CPB. Aqui no Rio de Janeiro, em Manaus, em Goiânia. E em São Paulo, estamos prestes a assinar convênio com a Fundação Lucy Montoro, que é o mais importante centro de fisioterapia do Brasil. Com isso, vamos estar onde os deficientes estão, o lugar mais fácil de detectar talentos, os centros de fisioterapia, de onde saíram muitos atletas que aqui estão”.

 

Por fim, o dirigente lembrou que pelo segundo ano consecutivo, a CBTM foi eleita a melhor confederação esportiva em governança no Brasil. Ele também informou sobre as adaptações feitas nas competições nacionais para 2022:

“Fizemos pequenas modificações no regulamento, colocando cabeças de chave e hoje podemos fazer qualquer tamanho de competição, pois entendemos que era importante termos todos participando”.

 

Assessor especial da Secretaria Especial do Esporte, Maurício Pelegrineti agradeceu a presença do tênis de mesa na Arena e falou da vocação do equipamento esportivo:

 

 “Agradeço a CBTM por ter escolhido a Arena Carioca 1 como a casa dessa competição. A Arena ficou ainda mais linda com essa ambientação. Isso nos dá a certeza de que o caminho para essas arenas é abrigar esses grandes eventos. Essas arenas foram construídas para isso”.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Estrutura de ponta proporcionada pela CBTM ao TMB Platinum - Ciclo I recebe elogios de medalhista olímpica e de gerente do COB

Estrutura de ponta proporcionada pela CBTM ao TMB Platinum - Ciclo I recebe elogios de medalhista olímpica e de gerente do COB

 

Disputado no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, campeonato é apontado como evento de excelência no esporte nacional

05-abr-2022

 

A estrutura diferenciada do TMB Platinum Ciclo I, disputado entre 30 de março e 3 de abril no Parque Olímpico do Rio, rendeu elogios do Comitê Olímpico Brasileiro.  O evento, cujas competições foram realizadas na Arena Carioca I, foi um exemplo de organização e inovação dado pela CBTM.

 

Ambiente de competição, mesas, piso, iluminação, tudo na Arena Carioca I foi proporcionado para que os atletas tivessem as melhores condições possíveis, visando a preparação para as competições nacionais e internacionais da temporada. E o reconhecimento do Comitê Olímpico Brasileiro foi merecido.

 

Natalia Falavigna, medalhista olímpica do taekwondo (bronze nos Jogos de Pequim 2008), que hoje atua na área desenvolvimento do COB, foi uma das que fez elogios à estrutura do TMB Platinum.

“Fiquei extremamente feliz com tudo que vi. O espaço ficou lindo, desde o aspecto visual até toda estrutura que foi montada para os dias de competição. A CBTM está de parabéns”, afirmou Natalia, completando:

 

“As inovações trazidas, entre elas a premiação, que representa uma valorização dos principais atletas, mostram que o trabalho está bastante sólido. A CBTM está sempre pensando num detalhe a mais”.

Os benefícios para os atletas, em função da estrutura proporcionada, segundo Natália, são grandes, principalmente para os que estão começando.

 

“Eles terão grande amadurecimento. Puderam desfrutar de um palco olímpico, neste local já foram disputados Jogos Olímpicos. Importante dispormos de estruturas assim para que se mantenham motivados, disputando campeonatos nacionais. São detalhes que fazem toda a diferença para os atletas”, concluiu.

 

Para Mariana Mello, gerente de alto rendimento do COB, a estrutura do TMB Platinum Ciclo I foi de altíssimo nível: “A arena foi super bem montada, a nível de competição internacional. O tênis de mesa no Brasil, graças ao trabalho da CBTM, está evoluindo cada vez mais. Temos a Bruna Takahashi entre as 30 melhores do mundo, o Hugo Calderano alcançando o terceiro lugar no ranking... O COB vem tentando apoiar o trabalho da Confederação sempre que possível e está muito satisfeito com essa evolução, que já vem ocorrendo há alguns anos”, afirmou Mariana, acrescentando:

 

“Atuo na área de alto rendimento, mas acompanho o trabalho de desenvolvimento do pessoal mais novo. Temos uma galerinha no tênis de mesa que está seguindo os passos destes que estão conseguindo grandes resultados agora. É importante que tenham ídolos para se espelhar”.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)